Doença Venosa

Em 9 de maio de 2013, em Vascular, por Dr. Nelson Wolosker

Você sabia que mais de 80 milhões de brasileiros apresentam doenças venosas, sendo a presença das varizes a mais frequente?

Se você acha que tem doença venosa a avaliação médica esta justificada. A busca é um primeiro e importante passo na determinação da extensão dos problemas de saúde das veias.

As varizes são mais do que uma questão estética. A doença venosa leve não costuma causar problemas para os pacientes, mas à medida que avança, pode se tornar incapacitante.

A insuficiência venosa crônica consiste numa situação em que as veias não conseguem enviar sangue das pernas de volta ao coração por bloqueio (parcial ou total) de veias ou por refluxo de sangue venoso através das válvulas venosas.

As varizes podem aparentar desde finas linhas, roxas ou avermelhadas sob a pele, parecendo uma teia de aranha, conhecidas como “vasinhos”, até aquelas estruturas grossas, salientes, que podem se projetar para fora da superfície da pele, as varizes.

A doença varicosa é progressiva, pode gerar problemas circulatórios importantes, uma vez que normalmente se agrava.

A doença venosa pode se apresentar como:

• Teleangiectasias ou vasinhos: os vasos sanguíneos indesejados que aparecem na pele. Eles geralmente não são dolorosos, não causam problemas médicos mas podem ser antiestéticos.

• Varizes: veias tortuosas e dilatadas que aparecem nas pernas. As válvulas das veias varicosas são lesadas, deformadas ou ausentes.

Os sintomas mais frequentes são:

• Inchaço de pernas (edema) e dor: acúmulo anormal de líquido nos pés, tornozelos e pernas.

• Alterações da pele das pernas: vão desde a simples presença de vasinhos (teleangiectasias), presença das varizes, manchas escuras causadas pela estase venosa normalmente perto dos tornozelos até a presença de feridas (úlceras varicosas) de difícil cicatrização.

• Flebite: Inflamação de uma veia causada pela presença de um coágulo de sangue, também conhecida como tromboflebite. Geralmente dolorosa e associada a vermelhidão da pele e calor exatamente no trajeto da veia.

Muitas vezes, esses sintomas podem ser evitados com a conscientização e prevenção adequada. A detecção precoce da doença vascular permite que o paciente tome medidas para prevenir complicações potencialmente graves.

Dores, edema e formigamento nas pernas podem ser sinais de doença venosa, motivo pelo qual a avaliação médica é importante para determinar a extensão do problema.

Tratamentos milagrosos são oferecidos constantemente na mídia: Lasers, PHASERS, medicações que apenas “poucos” conhecem devem ser motivo de estranheza por parte dos pacientes.

Os tratamentos  são bem conhecidos, de baixo risco, confortáveis e seguros.

O conhecimento do problema, dos riscos e as medidas a serem tomadas devem ser bem conhecidas pelos pacientes para a escolha da melhor alternativa terapêutica. É a única forma de evitar problemas maiores e ter uma boa qualidade de vida.

Tags:  

Os comentátrios estão fechados.

Procurando algo?

Use o formulário abaixo para pesquisar no site:

Ainda não encontrou o que procura? Entre em contato.

Blog Prof. Dr. Nelson Wolosker

O Blog se destina a publicação de artigos e notícias relacionado a especialidades da Clínica do Prof. Dr. Nelson Wolosker, Cirurgião Vascular e Endovascular.